Monte o seu

Escolha seu Toyota e monte
a versão perfeita para você.

Acessórios

​​​Tudo para deixar​ seu
Toyota ainda mais completo.

Relações

Para construir confiança

Por meio de seus negócios e atividades industriais, a Toyota do Brasil se relaciona com diversos públicos – de fornecedores, distribuidores e clientes até comunidades vizinhas à operação, governos, instituições e outras organizações.

Para garantir transparência, ética e desenvolvimento mútuo no diálogo com a sociedade, a companhia executa periodicamente ações de consulta e engajamento, a fim de compreender a percepção sobre seus temas e impactos sociais, econômicos e ambientais.

Como parte da aderência à metodologia de relato da Global Reporting Initiative, durante 2017 foi executado o segundo processo de materialidade baseado na versão G4 das diretrizes GRI. A ideia foi revisitar a base de temas materiais trabalhados nos últimos anos por meio da consulta (via entrevistas e pesquisa online) aos públicos interno (colaboradores e liderança) e externo (fornecedores, distribuidores, academia e ONG).

No total, foram realizadas mais de 10 entrevistas, e a consulta online para priorização dos temas contou com mais de 2.700 participações ao longo do processo. A identificação resultou em nove temas materiais que incluem inovação, satisfação do cliente e mobilidade urbana. Tais assuntos guiam a seleção e definição do conteúdo apresentado neste Relatório de Sustentabilidade. G4-24, G4-25, G4-26

Materialidade G4-19, G4-20, G4-21, G4-27

Tema materialNossa abordagemAspecto materialIndicadores GRILimites
Inovação e tecnologia de pontaExercer liderança em novas tecnologias para a indústria automotivaGeralG4-EN31Dentro e fora da empresa
Satisfação dos clientesGarantir a melhor experiência e o sorriso de nossos clientesRotulagem de produtos e serviçosG4-PR5Dentro e fora da empresa
Soluções a favor da mobilidade urbanaTrabalhar em prol da mobilidade nas cidades por onde nossos veículos circulamDentro e fora da empresa
Segurança e qualidade dos veículosGarantir a qualidade dos componentes, peças e veículos e proteger a integridade de nossos clientesSaúde e segurança do clienteG4-PR1Dentro e fora da empresa
Gestão do ciclo de vidaAvaliar matérias-primas, tecnologias e processos para ter controle sobre o ciclo de vida do veículoSaúde e segurança do clienteG4-PR1Dentro e fora da empresa
Estratégia para baixo carbonoTornar o controle de emissões de poluentes e gases de efeito estufa uma vantagem competitiva e um requisito de gestão ToyotaDesempenho econômico, Energia, Emissões e GeralG4-EC2, G4-EN5, G4-EN18, G4-EN19, G4-EN31Dentro e fora da empresa
Relações trabalhistasInvestir na qualificação, na retenção de talentos e no bem-estar dos colaboradoresEmprego, Relações trabalhistas e Treinamento e educaçãoG4-LA1, G4-LA2, G4-LA4, G4-LA9, G4-LA10, G4-LA11Dentro da empresa
Estratégias de pós-vendaOferecer serviços e atendimento de excelência a quem adquire um veículo ToyotaRotulagem de produtos e serviçosG4-PR5Dentro e fora da empresa
Responsabilidade socioambiental nas comunidadesGerar e compartilhar valor nas comunidades que pertencem ao nosso raio de influência localImpactos econômicos indiretos e comunidades locaisG4-EC7, G4-SO1Dentro e fora da empresa

Clientes

A TDB reconhece o desafio de garantir os patamares de satisfação de seus clientes em um mercado cada vez mais competitivo. Por isso, mantém equipes dedicadas ao assunto em diferentes etapas do ciclo de vida do produto, da rede de concessionárias até a Central de Atendimento, que colhe manifestações, dúvidas e reclamações, passando por grupos de trabalho dedicados ao estudo de questões críticas.

Os reconhecimentos de mercado reforçam esse compromisso da empresa. Destaque para o Prêmio Época Reclame Aqui 2016, no qual a Toyota foi eleita “A Melhor Empresa para o Consumidor”, na categoria Fabricante de Veículos, por suas práticas de atendimento. Considerando períodos entre seis e 12 meses, a reputação da TDB no Reclame Aqui oscila entre os patamares Ótimo e Bom.

Além disso, a TDB foi a marca automotiva com melhor atendimento em call center (telefone e e-mail) certificado pela empresa GFK, no período de outubro de 2015 a setembro de 2016.

Diversos indicadores, como tempo de atendimento, volume de reclamações, rapidez de resposta e satisfação com a companhia, são monitorados pelas áreas de Vendas e Pós-Vendas. Dando sequência ao ano anterior, extremamente desafiador no tema de redução de reclamações, em 2016/2017 foram registrados sete novos recalls por conta de problemas nos airbags de veículos Toyota, afetando uma base de 866.000 veículos no Brasil. Em função disso, os indicadores de reclamações cresceram pelo terceiro ano consecutivo (veja quadro).

Como resposta, e em linha com a cultura de melhoria contínua presente no Toyota Way, a área técnica de Pós-Vendas criou um grupo especializado para o gerenciamento de campanhas de chamamento preventivo. A ideia é amenizar os impactos causados pelos recalls e conduzi-los de modo a minimizar o desconforto aos clientes.

Modelo de atendimento

Os clientes TDB podem acessar a companhia por meio de diversos canais integrados no Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC). Compõem a equipe responsável por essa plataforma 104 profissionais terceirizados, além de uma equipe de 13 engenheiros e de seis analistas de planejamento e gestão.

O SAC está disponível por meio de telefone gratuito (0800-703-0206), e-mail (clientes@sac.toyota.com.br), chat, Facebook, Google+ e Instagram. Além disso, há contas institucionais no YouTube e no LinkedIn. Em 2016/2017, mais de 87% das chamadas foram atendidas em até 20 segundos, patamar positivo – embora inferior em performance ao de anos anteriores (veja gráfico).

Indicadores

2013201420152016
Vendas176.084195.344178.541188.346
CPUs (passagens pagas na rede autorizada)865.237964.7141.140.9311.207.799
Chamados50.39159.39474.52879.534
Informações38.57346.07660.37164.819
Reclamações11.81813.31814.15714.715

Clientes atendidos em até 20 segundos*

* Considera informações e reclamações



00:05:23
tempo médio de atendimento no call center telefônico

2%
percentual de ligações abandonadas na central

107,3 reclamações/
10 mil unidades em operação

patamar de reclamações de clientes durante o ano, melhor que em 2015/2016 (116/10 mil), embora não se tenha atingido a meta para o ano (95/10 mil)

Satisfação G4-PR5

A TDB está atenta à percepção externa sobre o atendimento prestado. Todos os clientes que acessam o SAC para solicitar informações ou fazer reclamações são, ao final do atendimento, convidados a participar de uma rápida pesquisa, que avalia por meio de duas perguntas a qualidade do serviço.

A meta estabelecida pela TMC, de atingir índice de 70% de satisfação, foi superada pela TDB no ano fiscal 2016/2017. No total, 83% dos clientes se mostraram satisfeitos com o SAC. No ano anterior, o nível tinha sido de 78%.

Para o ano fiscal 2016/2017, um dos objetivos de melhoria no atendimento ao cliente envolvia a participação de até 48 colaboradores de outras áreas da TDB no atendimento direto ao cliente, via SAC, em tempo real. A ideia era reforçar a proximidade e o entendimento a respeito das demandas apresentadas. No total, no período, 51 colaboradores de outras áreas atuaram no projeto.

Best in Town: nova visão para as concessionárias

Local: toda a rede de distribuidores no País

Objetivo: aproximar-se do cliente final e elevar os patamares de satisfação de clientes

Resultado: uma concessionária-piloto em Guarulhos (SP) teve suas estruturas revisadas e quatro unidades no ABC Paulista ganharam equipe própria de atendimento ao cliente

Como parte da Visão Global 2020, o foco na construção de experiências cada vez melhores para os clientes estimulou a Toyota do Brasil a iniciar, no ano fiscal, a implantação do programa Best in Town. A partir da perspectiva de que o cliente deve não só considerar a marca Toyota como melhor do mundo no setor automotivo, mas também enxergar a excelência na rede de contato oferecida em sua comunidade, a iniciativa engaja a rede de distribuidores na transformação positiva do modelo de relação com clientes.

Por meio de um piloto na concessionária Nova Quality, em Guarulhos (SP), o conceito global foi testado em solo brasileiro com melhorias em diversos espaços – como showroom, área de entrega, test drive, lavadores e depósito de peças. A ideia é redimensionar trabalhos e reorganizar o espaço a fim de proporcionar mais conforto, agilidade e conveniência ao cliente.

Já no mesmo espírito do Best in Town, a Toyota do Brasil trabalha desde 2014 com modelos de internalização da estrutura de relacionamento com o cliente, testando ferramentas de integração de distribuidores estratégicos no País. Com isso, busca-se oferecer atendimento customizado e reduzir os volumes de reclamações.

Em sequência ao teste-piloto de uma equipe de atendimento dentro de um dos grupos da rede autorizada no ano fiscal 2015/2016, em 2016/2017 foram implantadas estruturas em quatro unidades do grupo Savol, na região do ABC Paulista.

Qualificando a rede

A fim de oferecer a melhor experiência aos seus clientes e contribuir com o desenvolvimento de distribuidores, a TDB oferece capacitação aos colaboradores da rede em diferentes temas e funções:

Programa de Capacitação de Vendas

Oferece módulos em dois níveis (Certificado e Expert) a fim de reter talentos e melhorar o desempenho comercial da rede

  • Equipe de Vendas (nível Certificado): 94%

  • Equipe de Vendas (nível Expert): 95%

Todos os profissionais da equipe de Vendas que têm contato direto ou indireto com o cliente possuem trilhas de aprendizagem, com treinamentos EAD e presenciais.

Toyota Sales Way

Certificação em vendas dos concessionários Toyota, compõe-se de diferentes etapas: Processo de Vendas Toyota (PVT), Sistema de Vendas Toyota (SVT), Índice de Satisfação dos Clientes (ISC) e processos de Auditoria/Certificação.

Skill Contest

A competição é promovida pela área de Pós-Vendas e reconhece colaboradores da rede pelos resultados colhidos no atendimento, no diagnóstico e em reparos. Em 2016/2017, a 22ª edição do Concurso Nacional de Habilidades Técnicas premiou os melhores consultores de serviços e técnicos automotivos. Foram cerca de 2,5 mil empregados participantes, oriundos das 212 concessionárias TDB.

Treinamentos técnicos e gerais

Em 2016/2017, foram 52 pessoas (entre representantes SAC e consultores nomeados) envolvidas no módulo de Excelência no Atendimento ao Cliente, com quatro turmas. Além disso, 103 funcionários participaram de treinamentos a distância para administração de reclamações e obtenção de conhecimentos sobre o Código de Defesa do Consumidor (CDC) e técnicas de gerenciamento de riscos.

Inovação em vendas: TDB atenta à fidelização

Desde 2016, a TDB, em parceria com o Banco Toyota, sua rede de distribuidores e demais parceiros têm trabalhado para oferecer condições de compra e venda de veículos diferenciadas aos clientes, com foco na fidelização e na agilidade do atendimento.

O primeiro passo foi o Ciclo Toyota, modelo de vendas implantado em 2016 que oferece condições especiais para a compra de veículos zero quilômetro, com valores competitivos em relação ao mercado e modelos diferenciados para quitação, além de vantagens na recompra do veículo usado pela Toyota.

No Salão Internacional do Automóvel 2016, em São Paulo, a TDB também lançou o Programa Nacional de Avaliação de Veículos Usados. Com a ação, clientes têm seus usados avaliados por consultores especializados e obtêm condições únicas; a ideia é reforçar a experiência de compra/recompra na Toyota garantindo transparência e negociação simples.

Outra frente na qual a companhia tem investido é a oferta de descontos especiais para veículos comercializados por meio de venda direta. Com abrangência em todo o território nacional e execução em campanha específica no ano fiscal 2016/2017, este modelo tem como foco três públicos: pessoas com deficiência (PcD), que necessitam de veículos com atributos de acessibilidade e adaptabilidade; autoescolas; e taxistas. São trabalhados descontos especiais para as linhas Etios e Corolla, além do Prius.

Capital humano

Tendo como referência o pilar “respeito pelas pessoas” do Toyota Way, a TDB trabalha para aprimorar a segurança, o desenvolvimento, o bem-estar e a satisfação de seus colaboradores – um grupo de mais de 5,6 mil pessoas distribuído em fábricas, centros logísticos e escritórios nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.

A despeito da conjuntura macroeconômica desafiadora, que afetou o setor automotivo com perdas significativas de postos de trabalho, a companhia mantém ritmo de crescimento há pelo menos três anos: sob estímulo das novas operações e do aumento de produção em Porto Feliz, Suape e Sorocaba, foram efetuadas contratações – 447 delas somente no ano fiscal 2016/2017. Por mais um ano, o número de contratações superou o número de demissões de funcionários.

A estratégia para proteção da força de trabalho envolveu a manutenção dos planos de longo prazo traçados pela TDB; a produção destinada não só ao mercado doméstico, mas também ao regional (América Latina); e o reforço da cultura kaizen em todas as etapas do processo produtivo, buscando a máxima eficiência e redução de custos nas operações.

Outro destaque, no ano fiscal 2015/2016, foi a assinatura de uma declaração conjunta pela proteção ao emprego e pelo crescimento sustentado na unidade de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. A medida foi assinada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e deu maior segurança aos colaboradores. G4-15

Todos os trabalhadores da TDB são contratados segundo a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), com maioria absoluta de profissionais de origem local, que residem próximo às operações. Em 2016/2017, 95,14% dos colaboradores estavam cobertos por acordos de negociação. Como política da TDB, estes preveem a notificação com sete dias úteis de antecedência em caso de transferências entre unidades. G4-11, G4-LA4

Para a condução das políticas de gestão de pessoas, adota-se o Planejamento e Desenvolvimento de Recursos Humanos (PDRH), além da Visão Global 2020, do Toyota Way e do Obeya de Recursos Humanos – um direcionador de gestão que compila indicadores de RH.

Um dos principais instrumentos para planejar e executar melhorias na gestão de pessoas é a Pesquisa de Clima – realizada periodicamente, a fim de compreender a percepção dos colaboradores sobre o ambiente de trabalho Toyota. A última edição foi realizada em março de 2017, com 4705 participações (equivalentes a 82% do público interno), e demonstrou avaliação positiva em aspectos como o orgulho de pertencer à empresa e a aplicação dos valores na rotina de trabalho. Os temas de Desenvolvimento e Liderança foram os mais desafiadores, com avaliações mais baixas, assim como na edição de 2014 da pesquisa – desde então, melhorias têm sido desenvolvidas pela TDB (veja mais ao longo do capítulo). G4-PR5

Ciclos de avaliação também são desenvolvidos em diferentes níveis funcionais. Todos os colaboradores são submetidos a processos de análise de desempenho e desenvolvimento de carreira. Apenas horistas das plantas de Guaíba e Indaiatuba não realizam avaliação, fazendo com que o percentual masculino seja inferior ao feminino.

Nossa gente G4-10, G4-LA1

Número de colaboradores por nível funcional

Categoria funcional201420152016
HomensMulheresHomensMulheresHomensMulheres
Conselho9010090
Diretoria110140140
Gerência22715683774
Chefia/coordenação108211081214814
Técnica/supervisão23013772650385
Administrativo697349741414430293
Operacional3.401133.617143.62413
Terceiros1141078710115
Aprendizes126601478513095
Estagiários111517155336
Total por gênero4.9344845.0825545.089555
Total5.4185.6365.644

Número de colaboradores por tipo de contrato

Tipo de contrato201420152016
HomensMulheresHomensMulheresHomensMulheres
Tempo determinado7782099284146
Tempo indeterminado4.8574764.9254934.805409
Total por gênero4.9344845.1345025.089555
Total5.4185.6365.644

Número de colaboradores por tipo de emprego

Tipo de emprego201420152016
HomensMulheresHomensMulheresHomensMulheres
Jornada integral4.9234695.032404.906424
Meio período111592102183131
Total por gênero4.9344845.1345025.089555
Total5.4185.6365.644

Desligamentos por gênero

Gênero201420152016
Masculino435378446
Feminino108119120

Contratações por gênero¹

Gênero201420152016
Masculino425582282
Feminino9084165

Desligamentos por faixa etária

Faixa etária201420152016
Abaixo de 30 anos386332381
Entre 31 e 50 anos147134159
Acima de 50 anos103126

Contratações por faixa etária

Faixa etária201420152016
Abaixo de 30 anos421543369
Entre 31 e 50 anos9111974
Acima de 50 anos344

Desligamentos por região¹

Região201420152016
Sudoeste540496566
Sul310

¹ Não há operação na região Norte. Não houve desligamentos nas regiões Nordeste e Centro-Oeste.

Contratações por região¹

Região201420152016
Centro-Oeste010
Sudoeste512664447
Sul310

¹ Não há operação na região Norte. Não houve desligamentos nas regiões Nordeste e Centro-Oeste.

Desenvolvimento e carreira

No Brasil, a Toyota capacita empregados das diferentes áreas conforme as necessidades do negócio, com alguns tópicos universais – como os de segurança e processos produtivos, além dos voltados à disseminação do TPS, do Toyota Way e da Visão Global da companhia.

Um dos desafios identificados na consulta direta aos colaboradores é a oferta de trilhas de desenvolvimento e crescimento interno, com possibilidade de planejamento de carreira e ferramentas de reconhecimento por desempenho.

O Programa de Desenvolvimento de Novas Lideranças fechou o ano fiscal 2016/2017 com 175 pessoas capacitadas, ante 87 em 2015/2016. À iniciativa somam-se o Pró-WIN, iniciativa global que estimula a transferência interna e o intercâmbio de conhecimento, e o Programa de Desenvolvimento de Chefe de Seção e Supervisores.

Munida de uma cultura empresarial forte, reconhecida no meio empresarial, a Toyota replica nas subsidiárias treinamentos focados em reforçar os valores, competências, habilidades e princípios para garantir alinhamento entre seus colaboradores.

Confira alguns instrumentos de destaque:

  • Toyota Business Practices – adotado na capacitação de colaboradores e também em alguns projetos da Fundação Toyota do Brasil (leia mais em Poder público e comunidade), o TBP é um método de solução rápida de problemas no ambiente de trabalho, com aplicações práticas na rotina da empresa e formação teórica em módulos. Em 2016/2017, foram 104 colaboradores envolvidos.

  • Programa de Sugestões – desde a década de 1990, estimula a cultura kaizen entre os colaboradores. Foram 44.611 mil sugestões feitas nas áreas industrial e administrativa somente no ano fiscal.

  • Programa de Intercâmbio – permite a circulação de pessoal entre a TDB, a matriz TMC e subsidiárias como a TASA (Argentina).

  • Toyota Way for Management – programa de caráter global para disseminar valores e princípios para colaboradores de níveis gerenciais e de chefia. Em 2016/2017, foram 175 pessoas capacitadas.

  • Círculo de CQ (Controle de Qualidade) – o programa aborda pilares do Toyota Way por meio da formação de líderes setoriais que desenvolvem projetos de melhoria contínua a partir do método Planejar-Fazer-Verificar-Agir (PDCA, na sigla em inglês). Em 2016/2017, foram 5.234 colaboradores envolvidos nos círculos.

Horas de treinamento por colaborador G4-LA9

Empregados submetidos a análise de desempenho e carreira G4-LA11

Categoria funcional201420152016
HomensMulheresHomensMulheresHomensMulheres
Gerência1,29%0,05%1,26%0,02%1,36%0,07%
Chefia/Coordenação1,95%0,21%1,81%0,23%1,79%0,23%
Técnica/Supervisão8,66%1,44%8,29%1,29%8,91%1,51%
Administrativo7,64%5,39%10,05%5,28%10,99%5,21%
Total, por gênero19,54%7,08%21,41%6,82%23,05%7,02%
Total26,62%28,23%30,07%

Um novo jeito de desenvolver pessoas

Local: Todas as operações no Brasil

Objetivo: Reforçar o desenvolvimento de pessoas e a retenção de talentos-chave, preparando a TDB para o futuro

Resultado: 76.901 horas de treinamento e 90 bolsas concedidas (idiomas, graduação e pós-graduação) no ano fiscal

Durante o ano fiscal 2016/2017, a Toyota do Brasil amadureceu suas trilhas de desenvolvimento de pessoas, em sintonia com diretrizes da matriz TMC. O processo envolveu duas frentes: a construção de um novo modelo de capacitação e treinamento; e uma política renovada de fomento à educação e qualificação externa de colaboradores, por outro. A ideia é formar, cultivar, reconhecer e reter os talentos que garantirão a competitividade do negócio em futuros saltos de crescimento.

Em linha com diretrizes da TMC, os chamados Global Contents são adotados em treinamentos a fim de reforçar o Toyota Way e os instrumentos de gestão da companhia – como o Toyota Business Practices, a cultura de melhoria contínua (kaizen), o Ji Kotei Kanketsu (JKK – ou “concluir seu trabalho”, em tradução livre) e os hoshins.

No ano fiscal, foram implantadas diversas melhorias nessas metodologias de capacitação. A nova visão de desenvolvimento de pessoas, intitulada teach and be taught (ensine e seja ensinado, em português), estimula a troca de experiências e a aplicação prática dos conhecimentos.

Além dos treinamentos em sala, foram implantadas etapas de consolidação entre os colaboradores, no intuito de atrelar a evolução dos profissionais a seu crescimento, avaliação e gestão de carreiras na TDB.

Na mesma linha, a TDB construiu um modelo específico para concessão de bolsas de estudo – tanto para cursos de idiomas (dentro e fora do Brasil) quanto para cursos de graduação e pós-graduação. Com base em estudos de mercado e avaliações das competências e necessidades da organização, foram estabelecidos critérios para os candidatos e uma trilha de áreas de conhecimento e idiomas aplicáveis à rotina TDB. Ainda no ano fiscal, foram concedidas aproximadamente 24 bolsas.

Bem-estar

Com base no Sistema de Gerenciamento de Segurança e Saúde no Trabalho (OSHMS, na sigla em inglês), inspirado na norma internacional OHSAS 18001, a TDB executa ações de controle de riscos, treinamento, sensibilização e promoção da saúde entre colaboradores de todas as áreas.

Sete etapas compõem o OSHMS, entre o levantamento de atividades e postos de trabalho e a construção de planos para controle dos riscos. As etapas reforçam a cultura de comportamento seguro e mobilizam colaboradores e líderes por meio de reuniões periódicas, campanhas e treinamentos.

Todas as negociações entre a TDB e sindicatos geram acordos abrangendo aspectos de saúde e segurança, como a oferta de canais de comunicação de riscos, o uso de equipamentos de proteção individual e a existência de comitês de saúde e segurança que representem colaboradores e liderança. G4-LA8

Em linha com a legislação e com os acordos setoriais, toda unidade Toyota possui comissões específicas de prevenção a acidentes de trabalho (Cipa), calendário de campanhas e patrulhas e inspeções nas plantas.

Poder público e comunidade

Dialogar de forma aberta e transparente com poder público e sociedade civil é um princípio de base para a condução de atividades empresariais responsáveis, comprometidas com o desenvolvimento do País. Esse conceito norteia a atuação da Toyota no Brasil, buscando levar à prática o desafio de impacto positivo presente em seus compromissos socioambientais para 2050.

A área de Assuntos Governamentais é responsável direta pela participação da TDB na agenda pública brasileira, acompanhando, monitorando e – como no caso das discussões sobre tecnologias híbridas – protagonizando discussões de políticas setoriais e governamentais, bem como regulações em temas-chave da indústria automotiva.

As relações com entes e representantes do poder público obedecem aos critérios de compliance e integridade da matriz TMC, com base no Código de Conduta e nas políticas globais. A atuação direta da companhia ocorre principalmente na execução de projetos socioambientais e investimentos de responsabilidade social. Já as entidades setoriais são o principal caminho para discussões amplas, com impacto em todo o setor. Em função da presença da TDB em diferentes localidades, também há interlocução com o poder público municipal e com os estados.

Nos últimos anos, assuntos como o controle de emissões veiculares, o incentivo às cadeias produtivas locais, a mobilidade urbana de base sustentável e a nacionalização da produção têm ganhado força no setor automotivo e em suas interlocuções com o poder público. Além disso, diálogos diretos com o setor privado, com parceiros e instituições têm contribuído para reforçar o posicionamento da TDB e disseminar suas políticas e ferramentas de gestão.

Para participar ativamente das discussões públicas, a TDB integra comitês, lidera ou participa de fóruns como a Associação Brasileira Engenharia Automotiva (AEA), a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE) e a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). G4-16

Em termos de regulamentações setoriais, a execução do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores (Inovar-Auto) nos últimos anos deu estímulo a diversas medidas das empresas do setor para reforçar sua atuação como indutoras de inovação, pesquisa e desenvolvimento em nível local.

Na TDB, isso se materializou em projetos como a fábrica de motores de Porto Feliz, que nacionalizou parcela importante da cadeia de valor das linhas Etios e – no futuro próximo – Corolla, e a construção do Centro de Pesquisa Aplicada da TDB, em São Bernardo do Campo.

Em sequência ao Inovar-Auto, que se encerra em dezembro de 2017, a Anfavea trabalha nas discussões do Rota 2030, um programa governamental cuja construção conta com participação do setor e abrange diversas temáticas, como a tributação de veículos conforme critérios de eficiência energética; o desenvolvimento local de novas tecnologias; a melhoria dos processos logísticos; e a elevação dos padrões de segurança dos veículos.

Atenta a tais debates, a TDB enxerga as transformações do setor automotivo e a construção de políticas públicas como uma oportunidade de estimular seus clientes atuais e futuros a valorizar um portfólio baseado em novas tecnologias, atuando em prol da sustentabilidade do setor automotivo. A companhia tem reforçado seu posicionamento como propulsora do mercado de veículos híbridos, em linha com o Desafio Ambiental 2050.

Uma das linhas prioritárias de ação tem sido buscar desonerações para veículos com perfil ecoeficiente – uma conquista alcançada pelo setor automotivo no ano fiscal, com a redução de impostos de importação para veículos híbridos, plug-in, elétricos ou movidos a célula de combustível. A evolução se dará, na perspectiva da TDB, com benefícios direcionados ao público consumidor – estimulando a demanda no setor.

Por meio de um acordo de cooperação técnica entre a AEA, instituições federais, universidades, a Petrobras e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a TDB também contribui com o Programa Brasileiro de Combustíveis, Tecnologias Veiculares e Emissões (PCVE). A iniciativa busca sistematizar conhecimento sobre os impactos ambientais de fontes energéticas e examinar os benefícios de tecnologias veiculares voltadas à ecoeficiência.

Ao final do ano fiscal 2016/2017, mais de 1.800 testes em 47 veículos leves de passageiro (gasolina e flex, desde Pré-Proconve até L6), 22 motocicletas (gasolina e flex, desde Pré-Promot até M4), 10 SUVs e veículos comerciais leves (diesel, desde L3 até L6) e nove motores pesados (diesel, desde P3 até P7) já haviam sido realizados. A TDB integra, de forma voluntária, o comitê executivo e técnico do PCVE. G4-15

O modelo Toyota na saúde

Aplicação do TPS no Hospital Santa Cruz

Local: Hospital Santa Cruz, em São Paulo (SP)

Objetivo: aplicação do Sistema Toyota de Produção para aumentar a eficiência e a qualidade assistencial do hospital

Resultado: queda de 22% no tempo de montagem de kit de medicamentos; redução de 30 minutos na espera por atendimento

Em função de sua reputação e do reconhecimento de seu modelo de operação, a TDB é frequentemente envolvida em projetos de aumento de eficiência em diferentes setores. Entre os anos de 2015 e 2017, um projeto de destaque foi a implantação do Sistema Toyota de Produção (TPS) no Hospital Santa Cruz, situado na cidade de São Paulo.

O centro foi o primeiro a contar com a metodologia, repassada a partir da atuação de uma equipe de especialistas da Toyota – que deu apoio aos gestores e colaboradores do hospital. A área de pronto atendimento foi o ponto de partida para observação e análise. Do tempo de espera à qualidade de atendimento, passando pela forma como os pacientes se deslocavam pelo local, pôde-se planejar a primeira economia de tempo e recursos.

Como resultado das intervenções feitas pela equipe de TPS, o tempo de montagem de kit de medicamentos dos pacientes pelos enfermeiros caiu 22%. Além disso, houve redução de ao menos 30 minutos no tempo de espera por atendimento. O deslocamento médio dos pacientes também foi reduzido em 80 metros, e o início de aplicação de medicação teve ganho de 11 minutos por turno.

Em maio de 2017, o CEO da Toyota para a América Latina e Caribe esteve no hospital para uma palestra sobre a melhoria contínua na área de saúde por meio do TPS.

Fundação Toyota do Brasil G4-SO1

Constituída a fim de reforçar os programas socioambientais da companhia no País, a Fundação é um braço social cuja missão abrange atividades na defesa do meio ambiente e dos biomas brasileiros e em educação, cidadania e promoção da responsabilidade ambiental.

No ano fiscal 2016/2017, os investimentos da Fundação somaram R$ 6,590 milhões, valor substancialmente superior aos R$ 3,978 milhões aplicados no ano fiscal 2015/2016 em projetos locais e nacionais, com destaque para projetos como a Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais. Também foram focos do ano o reforço da eficiência em gestão de recursos concedidos e o aumento da visibilidade dada à Fundação e seus projetos.

A divisão dos projetos de maior porte (nacionais) não inclui obrigatoriedade de estar nos arredores das operações da Toyota no País. Já projetos como Ambientação têm foco nas comunidades vizinhas, abrangendo a ampla maioria das plantas industriais. Confira um balanço das principais iniciativas.

APA Costa dos Corais

Concentrando boa parte dos recursos e esforços da Fundação Toyota do Brasil, o projeto, iniciado em 2011, é realizado em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e com a Fundação SOS Mata Atlântica, buscando fortalecer a conservação de recifes de corais e a proteção de manguezais e ecossistemas associados ao peixe-boi marinho, além do desenvolvimento da área de proteção ambiental no Nordeste brasileiro.

A Área de Proteção Ambiental (APA) contempla um extenso território de 413 mil hectares, atravessando dez municípios em Alagoas e três em Pernambuco. Desde o ingresso da Fundação como apoiadora do projeto, os principais desafios têm sido reforçar o empreendedorismo de base sustentável, a perenidade dos projetos ambientais associados e a visibilidade do projeto e seus impactos positivos na região. Assim, exerce-se, além do impacto ambiental positivo, influência sobre o desenvolvimento local em perspectiva ampla, dando fomento a atividades de vocação e à melhoria das condições socioeconômicas da população.

Destaques 2016/2017 da APA G4-EC7

  • Criação e consolidação de mais uma Zona de Preservação da Vida Marinha (ZPVM) em Japaratinga (AL), permitindo apenas atividades científicas em locais de alta biodiversidade.

  • Execução de treinamentos e capacitação em relação a aspectos de comunicação e gestão de recursos.

  • Início de duas novas parcerias da APA com o Instituto Biota de Conservação e o grupo Jovens Protagonistas da Costa dos Corais. O primeiro trabalha com foco na conservação de mamíferos aquáticos e tartarugas marinhas na região sul da área, entre Maceió, Paripueira e Barra de Santo Antônio (AL). Já o segundo é viabilizado pelo Instituto Bioma Brasil para promover uma rede de coleta seletiva, encontros e intercâmbios a fim de fortalecer a participação juvenil, fóruns e eventos de cunho ambiental com o objetivo de impactar mais de 2 mil crianças e adolescentes.

  • Nascimento do primeiro filhote de peixe-boi marinho no rio Tatuamunha, em Alagoas, um marco no aumento da reprodução do animal combinada à reintrodução sistemática da espécie. Desde 1994, mais de 40 peixes-boi foram resgatados de encalhes e devolvidos à natureza pelo Programa Peixe-Boi. Com o apoio da Fundação Toyota do Brasil, em 2015, quatro peixes-boi foram reintroduzidos em seu habitat natural depois de passar por adaptação em área de aclimatação no rio Tatuamunha.

Arara Azul

Projeto ambiental mais antigo da Toyota, patrocinado desde 1991 e focado na proteção do bioma pantaneiro. Como reflexo do trabalho executado, a arara-azul desde 2014 não faz mais parte da lista de animais ameaçados de extinção. A iniciativa monitora aproximadamente 3.000 aves que vivem em 745 ninhos, cadastrados por 57 fazendas, situadas em Miranda, Aquidauana e Bonito (MS) e na região de Barão de Melgaço (MT). Boa parte dos ninhos está localizada em regiões de difícil acesso, e a Fundação contribui cedendo picapes Hilux com tração 4x4 para os trabalhos de pesquisa.

Em 2016/2017, a existência de um predador não identificado e questões climáticas (temperaturas baixas) afetaram negativamente os resultados do projeto no aspecto de mortalidade das aves pós-nascimento. A situação financeira do País também afetou o orçamento do projeto, com queda de 37%*, comparado com o FY 15/16, na captação de parcerias e recursos financeiros, demandando, inclusive, a continuidade do aporte emergencial de recursos feito pela Fundação desde o ano fiscal anterior.

Ambientação G4-EC7

Com base na metodologia de produção e execução de medidas Toyota Business Practices (TBP) , o projeto capacita e desenvolve as comunidades para identificar problemas no consumo de água e energia de escolas, prédios públicos e residências, mapeando oportunidades de melhoria.

Os treinamentos são executados por colaboradores da TDB e, em nove anos, já impactaram mais de meio milhão de pessoas, entre professores, familiares, alunos e moradores do entorno de escolas públicas nas cidades de Indaiatuba (SP), Sorocaba (SP) e Guaíba (RS). Destaque, no ano fiscal, para a condução do projeto em Indaiatuba, com reduções de mais de 70% no consumo de aula de escolas e doações de oito mil uniformes para alunos. Além dos resultados financeiros, a conquista está na mudança de comportamento da comunidade. Nos últimos anos, a cidade conseguiu driblar a crise hídrica em função dos esforços anteriores do projeto. O Ambientação foi, ainda, inserido na grade curricular das escolas municipais da cidade desde 2008.

Em Sorocaba, nos últimos dois anos, o projeto gerou uma economia de mais de um milhão de reais aos cofres públicos por meio dos setores municipais de educação, cultura, saúde, transportes e tratamento de água e esgoto.

O jeito Toyota de reformar G4-EC7

Biblioteca Monteiro Lobato

Local: São Bernardo do Campo (SP)

Objetivo: revitalização da biblioteca com base em recursos e expertise em ecoeficiência da TDB

Resultado: execução orçamentária 20% mais eficiente, permitindo obras adicionais com benefício ambiental

Em apenas sete meses e com atributos superiores ao planejado, a Fundação Toyota do Brasil entregou, no ano fiscal 2016/2017, a nova Biblioteca Pública Municipal Monteiro Lobato, em São Bernardo do Campo.

O projeto buscou modernizar, ampliar o conforto e reforçar a eficiência em uso de recursos do equipamento público, uma referência na educação no município cuja revitalização foi demandada via Conselho de Orçamento Participativo.

Além da revitalização de espaços, foi inaugurada uma nova sala multiuso para até 120 pessoas sentadas e um novo conceito para o pavimento térreo, agora no modelo de biblioteca aberta.

O principal benefício aportado, porém, foi a oferta da expertise da TDB com melhorias em ecoeficiência. A Fundação Toyota otimizou os recursos e conseguiu uma economia de 5% do orçamento original, realizando a obra com o valor de R$ 4,5 milhões.

Ao final da reforma, a Fundação Toyota do Brasil identificou duas outras demandas para o espaço de uso social, a internet e o controle de visitantes do local. Por isso, a entidade investiu mais R$ 500 mil na contratação de oito pontos de Wi-Fi, que são gratuitos aos visitantes, e na compra de 14 computadores, dois notebooks, dois tablets e dois videogames, que estão instalados no espaço digital. Foram adquiridos também um portal eletromagnético, que ajuda a mensurar o número de visitantes, e um sistema de acompanhamento de empréstimos de livros.

Google+