Rotacione o dispositivo

Toyota Mirai, maior distância com zero emissão poluentes

Modelo movido a hidrogênio percorre 502 km liberando apenas vapor d’água na atmosfera, o maior percurso já realizado por um automóvel nesta condição.

Fabricantes asiáticas se unem para desenvolver infraestrutura de postos de abastecimento de hidrogênio combustível.

 

O futuro da mobilidade está pronto para pegar a estrada e percorrer longos trajetos. O Toyota Mirai, veículo movido a hidrogênio, quebra recorde de distância e prova ter autonomia para atravessar mais de 500 km, com zero emissão de gases poluentes, liberando na atmosfera nada mais do que água em forma de vapor.

O modelo com tecnologia de célula de combustível a hidrogênio está pronto para abrir a nova era de eficiência na mobilidade urbana. Primeiro a ser produzido em escala comercial mundial, é movido por energia elétrica, usando hidrogênio de sua célula e a captação de oxigênio da atmosfera. Para o seu funcionamento, dentro da célula acontece a divisão do hidrogênio em duas moléculas, gerando uma carga elétrica. Ao mesmo tempo, o oxigênio se une às células de hidrogênio, formando vapor d’água, que é eliminado pela válvula de escape, sem emitir gases poluentes.

Desde a década de 90 a Toyota notou que a eletrificação de veículos seria o grande salto tecnológico para o futuro e pôde comprovar isso acompanhando o desempenho do Mirai. O sedã de quatro portas oferece um excelente consumo energético, além de permitir aos clientes desfrutar da experiência de qualidade, durabilidade e confiabilidade da marca.

 

Rede de abastecimento de hidrogênio

Com o objetivo de fortalecer a tecnologia de célula combustível a hidrogênio, a Toyota Motor Corporation, a Nissan e a Honda anunciaram o acordo sobre incentivo ao desenvolvimento de infraestrutura de postos de hidrogênio no Japão.

As montadoras fornecerão apoio financeiro para a criação das estações de abastecimento e buscam formar uma rede que ofereça o melhor serviço possível aos proprietários de veículos movidos a hidrogênio.

A parceria também visa a divulgação e conscientização sobre importância do tema, a fim de encorajar outras companhias a participarem do fornecimento desse combustível. O patrocínio financeiro será distribuído por meio da Associação de Tecnologia e Pesquisa de Fornecimento e Utilização de Hidrogênio (Research Association of Hydrogen Supply/Utilization Technology – HySUT), a qual coordena ações de estímulo para a demanda de célula combustível a hidrogênio. O projeto também recebe apoio do governo japonês.

 

Data de publicação: 6 de julho de 2015.

image
Google+