Estratégia de baixo carbono

<201-2, 305-4, 305-5, 305-7>

Atenta aos processos de mudanças climáticas e seus impactos sobre a indústria e a sociedade, a Toyota do Brasil investe de forma contínua em projetos e processos que auxiliem na redução das emissões de gases de efeito estufa. Sua maior e principal estratégia voltada para uma economia de baixo carbono está concentrada nas diretrizes do Desafio Ambiental 2050 que, entre seus seis grandes desafios no país, três estão focados na redução de emissão de CO2 (uso do veículo, ciclo de vida e fabricação).

Esses desafios estão sendo traduzidos em ações concretas, como o primeiro protótipo do Prius híbrido FFV, os investimentos feitos na fabricação que resultam na redução de consumo de energia e consequente redução na emissão de CO2, na compra de energia elétrica 100% renovável desde 2015, na redução do consumo de água para a fabricação de veículos.

É importante ressaltar que as melhorias implantadas na Toyota, além do impacto ambiental, apresentam impacto econômico, com retorno financeiro em menos de dois anos. Em virtude desse ponto de vista, todos os desembolsos são considerados como investimentos e não custos.

No ano fiscal 2018/2019, a Toyota emitiu 54,7 kg de CO2 por veículo produzido – queda de 4,03% em relação aos 57 kg de CO2/veículo do período anterior.



Emissões de GEE nas fábricas (Kg/ unidade)

2016/2017 2017/2018 2018/2019
São Bernardo do Campo 4,95 4,21 3,48
Indaiatuba 63,78 51,85 50,28
Sorocaba 55,48 43,48 40,45
Porto Feliz Não operacional 9,34 9,62


Emissões de GEE (Kg de CO2 / Veículo Produzido)

Emissões de GEE (Kg de CO<sub><small>2</small></sub> / Veículo Produzido)

O compromisso da Toyota do Brasil é de reduzir no mínimo 2% ao ano a emissão de CO2 na fabricação de seus veículos e componentes. Esta meta básica é desenvolvida em toda organização camada a camada, de tal forma que cada seção sabe exatamente com quanto está contribuindo para a meta, estimulando a prática de melhoria contínua por parte dos colaboradores.


2016/2017 2017/2018 2018/2019
Redução de emissões de GEE (toneladas de CO2) 628,25 1.218,75 99,9


Emissões na logística

Hoje, grande parte das emissões da Toyota do Brasil estão relacionadas à logística de distribuição de veículos. Por isso, o foco nos últimos anos esteve em obter ganhos nesta etapa da cadeia. Uma das ações que vem ajudando na redução de emissões foi a inauguração do centro de distribuição de Suape, no município de Cabo de Santo Agostinho (PE). Outro avanço recente foi a implantação de modal ferroviário entre Santos e Suzano (SP) para o transporte de peças importadas para as fábricas do interior de São Paulo.



Eixos de Impacto (kton de CO2)
2016/2017 2017/2018 2018/2019
Distribuição de Veículos 25,70 35,20 40,0
Peças de Produção 9,40 8,70 9,44
Peças de Serviço 1,70 1,80 2,0
Total 36,80 45,70 51,44


Emissão CO2 por tonelada de carga e quilômetro rodado Emissão CO<sub><small>2</small></sub> por tonelada de carga e quilômetro rodado